A força presente de um excluído

Tudo aquilo que rejeitamos com força retorna para a nossa vida com mais intensidade. A lei do pertencimento, uma das bases da Constelação Familiar Sistêmica, terapia propagada pelo alemão Bert Hellinger, mostra isso com muita precisão.

Na nossa alma, essencialmente falando, não tem espaço para o ódio, para a indiferença, em relação àqueles que fazem parte do nosso sistema familiar. O que acontece é que muitas vezes, por vários motivos, magoados, cansados e sentindo a falta de amor nos rebelamos contra algum integrante do nosso sistema e o excluímos. Sim, decidimos não conviver com aquela pessoa, e até aí tudo bem, a questão principal é que julgamos, criticamos e tiramos essa pessoa do nosso coração. Damos vazão a uma superioridade egoica, esquecendo que quando se trata de humanidade ninguém é perfeito.

E dessa forma, então, vamos alimentando o problema. A alma e o amor num sistema familiar têm memória, uma memória inconsciente. E quando “tiramos” alguém do nosso coração, outra pessoa que nasce na família depois vai tratar de incluí-lo de volta, repetindo, inconscientemente, seus comportamentos. Isso mesmo, “simples” assim.

Você já assistiu “Viva – a vida é uma festa”? O filme retrata a história do Miguel, que é apaixonado por música, tem o sonho de ser cantor, mas tem o desejo reprovado pela sua família. Miguel tem o mesmo sonho do tataravô, que foi excluído pela família da mãe. O longa retrata um belo exemplo de exclusão, conforme a Constelação Familiar. A produção da Pixar e Disney também trata de forma relevante o tema morte, tanto a real quanto a simbólica (esquecimento).

Ficou curioso?  Assista o filme. É uma história belíssima, que pede bis!

E lembre-se: “Quando o que quer que seja que rejeitamos, ou do qual temos vergonha, é reconhecido e mesmo amado, então nós podemos nos tornar mais completos e em paz”, segundo Bert Hellinger.

 

Foto: (Biblioteca Disney)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s