Sete passos para encontrar a paz

Quem não quer deitar a cabeça no travesseiro todos os dias e dormir profunda e tranquilamente, sentindo-se inundadx de paz? A questão é que sempre existe aquele “probleminha” que não nos deixa dormir ou nos faz acordar preocupadxs no meio da noite ou pela manhã. Pensando nisso, separei sete dicas importantes para você encontrar a paz. E é importante ressaltar que não adianta completar apenas meia jornada, cada passo é crucial para você viver em paz e, melhor ainda, manter a paz diante das adversidades da vida.

Cuide do seu corpo: Gosto muito de dizer que o corpo é sagrado, um lugar de constante milagre. Ele funciona de forma independente e faz maravilhas por nós, mas, claro, reclama se você o deixa muito tempo parado, se dorme demais ou de menos, se come de forma descontrolada ou não come ou se alimenta de comida pouco ou nada saudável. Então, fique atento ao que seu corpo te diz.

Cuide dos seus pensamentos: A nossa mente é cheia de artimanhas para nos impedir de viver em paz.  Mas ela não faz isso por mal, está repleta de inverdades que nos foram ensinadas e na maioria das vezes quer nos proteger. Um grande aliado para lidar com a mente é o autoconhecimento. Passe a refletir mais sobre o seu modo de vida, sobre as coisas que tiram o seu sossego. Será que você não está se prendendo a falsas afirmações sobre si e sobre o mundo?

Busque uma intensa conexão com a sua alma: Aqui estamos falando de valores. Quais são as pessoas ou coisas que são importantes para você na vida. Não as deixe para trás na sua história. As coisas que falam mais intensamente ao nosso coração (nossa alma) são as que nos motivam a viver plenamente. Da mesma forma que deve se respeitar honrando os seus valores, respeite-se deixando ir embora aquilo que não te faz bem.

Cultive o bom relacionamento interpessoal: Isso também faz toda a diferença quando o assunto é viver em paz. Busque ter uma comunicação conectiva e não violenta com as pessoas do seu convívio. Ouça as pessoas. Ouvir significa escutar, dar atenção, perceber. Faça isso e de sentido à presença e fala da outra pessoa. Isso é um grande ato de amor.

Tenha (e seja) uma boa companhia/parceria de vida: Pode ser aquelx amigx para todas as horas, sabe? Aquele amor, que é mais que um amor. Pode ser qualquer pessoa que você tenha eleito sinceramente como alguém essencial pra você. Pessoa (ou pessoas) com a qual você tem alegria em compartilhar a vida.

Seja resiliente: Não é porque você está cultivando a sua paz que não vão existir adversidades na sua vida. Então, aprenda a ser resiliente, a lidar com as pressões e dificuldades da vida. Os problemas podem até te preocupar momentaneamente, mas não vão tirar a sua paz interior se você for uma pessoa resiliente.

Viva a sua espiritualidade: Esse passo, na minha opinião, é o mais importante. E espiritualidade não tem nada a ver com religiosidade, você pode não ter nenhuma religião e até ser ateu, mas sem dúvida é um ser espiritual.  Talvez você até discorde disso, mas se você não acredita em nada, nada mesmo, já deve ter tido uma experiência de relaxamento ou revigoramento em contato com a natureza. Aquele banho de cachoeira, aqueles minutinhos deliciosos no sol da manhã, aquele banho de mar ou caminhada no parque… Então, com certeza sentiu essa força universal que nos renova pra continuar a nossa caminhada. Não ignore isso, ouça, veja e sinta sua espiritualidade. E se você já reconhece a sua espiritualidade, nunca se desconecte dela!

 

Com amor,

Eliane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s